Assinatura RSS

O PT e os limites do marketing político

Publicado em

Um dos grandes responsáveis pela chegada do PT ao poder em 2002 hoje é um dos seus maiores entraves: o marketing político. No marketing, o(a) chefe de Estado é um produto e o povo converte-se em consumidor/eleitor. Quando pensamos na democracia como uma escolha aberta do “melhor” produto, o marketing funciona bem. Mas no momento de crise e de manifestações como essas, o povo anseia tanto por respostas, como por participação real. Nessa hora, onde Dilma cai radicalmente de popularidade, ainda prefere ouvir seus marketeiros do que a população. Tenta contornar a situação com iniciativas que visam muito mais tentar apagar o fogo do que pensar mudanças efetivas. O marketeiro entende bem os desejos das pessoas como consumidor, mas para compreender vontades muito mais fortes sobre novos tempos e transformação social, é preciso bem mais do que isso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: