Assinatura RSS

Racismo na internet

Publicado em

Algumas pessoas, como o sociólogo Demétrio Magnoli e o chefão do jornalismo da Globo, Ali Kamel, tentam nos provar que não existe racismo no país, mesmo com fatos todos os dias ligados ao preconceito. Vocês sabem aquele típico ato racista, de chegar para um negro e pedir para ele guardar o carro, ou sempre relacioná-lo a qualquer cargo subalterno? Agora a internet criou o equivalente virtual a isso.

No portal de celebridades ‘Estrelando”, a primeira juíza negra do Brasil, Luislinda Valois, foi confundida  com uma camareira por um desavisado e racista jornalista. Assim ficou a legenda da foto em que ela aparece: “Natália do Vale, a Ingrid, enche a camareira de carinhos”. Que linda a relação entre patroa e empregada! Quase a democracia racial de amor entre a Casa Grande e a Senzala, tão sonhada pelos intelectuais citados acima.

Até quando, dentro da comunicação, a prática de crimes estará impune? É por essas e outra que os movimentos sociais exigem que exista respeito aos Direitos Humanos na mídia e que isso se faça através de Controle Social e da Lei.

O tal portal já mudou a legenda, o que não retira a vergonhosa falha. Um ato falho, como a voz vazada de Boris Casoy revelando o ódio aos trabalhadores pobres. Desta forma vemos como o racismo está arraigado no pensamento brasileiro, apesar de alguns, por burrice ou mal-caratismo, defenderem que ele não existe.

Fonte: Blog do Humberto Adami

»

  1. Islândia Costa

    Mesmo que o tal jornalista, em um ato de confusão mental confundisse a juíza com a atriz, ele não trata as atrizes de forma igual. Se repararmos bem, Natália do Vale tem nome e sobrenome e também é identificada pelo seu personagem…a mulher negra, não tem nome, nem sobrenome e é ídentificada como simplesmente “camareira”…Afinal de contas ela também seria uma atriz, merecedora de respeito, de nome e sobrenome…
    Nada contra as camareiras, profissão de milhares de mulheres negras, merecedoras de nosso respeito, mas sr jornalista, onde você guarda seu racismo?
    Islândia Costa – Mulher negra

    Responder
  2. Obrigado pelo comentário!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: